A banda curitibana Sugar Kane faz, nesta sexta-feira (25), no Hermes Bar, o show que encerra a turnê 20 anos, reunião da banda para celebrar duas décadas de serviços restados ao hardchore. Durante o show, será filmado o DVD desta turnê de anversário.

O concerto em Curitiba finaliza um giro pelo país que durou dois meses e somou trinta e sete shows. Este é o terceiro DVD produzido pela banda e o primeiro gravado “em casa”. Os outros foram gravados em São Paulo e Fortaleza. “A gente estava devendo essa para Curitiba. A galera nos cobrava que não tínhamos feito nada na cidade”, disse vocalista Alexandre Capílé.

Ele conta que o show em Curitba será o maior e mais completo da turnê, com 24 músicas. “Como é um show de uma turnê de reunião, vamos poder tocar as faixas de todos os nossos discos, de épocas diferentes”.

A turnê foi iniciada no dia 1º de julho em São Paulo e serviu para a banda, que tinha anunciado o fim de suas atividades em 2015, reencontrar seu público.

“A gente tocou em quase todas as regiões do Brasil. Foi a mais bem sucedida turnê da nossa historia e está sendo muito legal reviver isso”. Capilé disse que chegou a se surpreender com a quantidade de fãs que estavam esperando uma reunião da banda.

“A gente sabe que marcou uma geração, mas não imaginávamos que tínhamos chegado a tanta gente. Agora a gente tá colhendo os frutos disso”.

Filhos do underground

Surgida em 1997, em um momento de efervescência do underground nacional e curitibano, o Sugar Kane fez sucesso nacional com performances explosivas e clipes na MTV. “Quando a gente começou, nunca imaginamos que faríamos 20 anos. Parecia que só o Blindagem fazia vinte anos”, brinca Capilé que também é guitarrista e vocalista da banda Water Rats.

Para Capilé, o Sugar Kane é filho da geração do underground dos anos noventa.“Foi muito especial a geração dos anos 90 em Curitiba. A gente nasceu numa ‘era perdida’ entre aquela geração e a galera que veio depois. A gente assistia a shows do Boi Mamão, do Resist Control e Pinheads e queria fazer o mesmo que aqueles caras”.

Para ele, a reunião de aniversário definiu como será o futuro do Sugar Kane. “A banda não vai voltar a fazer shows contínuos ou gravas discos por hora, mas podemos fazer reuniões esporádicas. Assim, a banda provavelmente nunca vai acabar e será uma forma de nós nos reencontrarmos e também a banda com o nosso público”.