Os fãs da banda britânica Oasis jamais vão esquecer a passagem dos irmãos Gallagher em Curitiba. Não porque ele tenha sido tão inesquecível assim em termos musicais, mas porque meses depois, Noel decidiu sair da banda e o fim da banda foi anunciado. 

>>> Sou muito bom para me aposentar”, diz Noel Gallagher

O show em Curitiba aconteceu no dia 10 de maio e levou quase 20 mil pessoas à Arena Expotrade, em Pinhais. Mesmo com o incômodo de Noel Gallagher por tocar em um espaço que não fosse um estádio (o guitarrista desabafou no blog da banda dias depois que o palco foi improvisado em um estacionamento), o show levou os maiores sucessos da banda aos ouvidos satisfeitos dos curitibanos, que cantaram junto sucessos como "Wonderwall", "Cigarrettes and Alcohol" e "Don’t Look Back in Anger".

No dia 28 de agosto, depois de uma discussão entre Liam e Noel em um festival em Paris - que acabou com uma guitarra voando no meio do camarim - Noel anunciou a saída da banda. Logo depois, o Oasis anunciava seu fim. E começava a eterna briga entre os irmãos Gallagher.

Liam até tentou “continuar” a banda sem Noel e formou a Beady Eye - com Geam Archer e Andy Bell - basicamente um Oasis sem o irmão. Já Noel formou sua banda, Noel Gallagher’s High Flying Birds em 2011 e segue na ativa até hoje - inclusive, Noel disse em entrevista à Gazeta do Povo que é muito bom para se aposentar e não pretende parar tão cedo. E é com eles que o cantor toca em Curitiba nesta quarta-feira (07) no Summer Break Festival.

Boa parte do repertório de Noel Gallagher vem do último disco dos High Flying Birds, Who Built The Moon? de 2017. Mas reserva parte do repertório para tocar suas composições mais famosas como “Supersonic”, Little by Little” e, óbvio, “Don’t Look Back in Anger” e “Wonderwall”. Então, quem for ao Summer Break Festival pode esperar um gostinho do mesmo Oasis que passou por aqui em 2009. E dessa vez, esperamos que a Pedreira Paulo Leminski agrade mais a estrela da noite.

LEIA TAMBÉM 

>>> Em dois dias Pedreira terá intensivão de rock

>>> Cirque du Soleil vem ao Brasil em 2019 e Curitiba fica de fora