As músicas dos “Os Mutantes” são parte da formação musical de todo o brasileiro. Com “A Minha Menina”, “Ando Meio Desligado”, “Panis Et Circences”, “Top Top”, “Baby” e “Balada Do Louco”, a banda de rock psicodélico dos anos 1960 toca em Curitiba com a presença de Sérgio Dias, um dos integrantes originais. Quando a banda estreou, em 1966, Serginho tocava ao lado de Arnaldo Baptista e Rita Lee.

Na ativa, e levando o rock nacional aos mais diversos cantos do mundo, a banda tem em sua formação atual Esméria Bulgari, nos vocais; Henrique Peters, nos vocais e teclados; Vinícius Junqueira, no baixo; Claúdio Tchernev, na bateria; e Sérgio Dias, na guitarra, violão e também nos vocais.

Quando surgiram, o som embalava uma nova proposta musical e trazia a guitarra elétrica para as músicas – considerada por alguns, na época, como um insulto. . Foi com Gilberto Gil, e ao lado do maestro Rogerio Duprat, que Os Mutantes misturaram o erudito com iê-iê-iê, balançando os conceitos e a estética da música popular e do rock nacional.

Nos shows que Os Mutantes vão realizar em Curitiba, Sérgio Dias comandará uma viagem pela história da MPB, revelando a dinâmica de um país aberto a todas as possibilidades musicais por meio de seus movimentos mais expressivos.