Mesmo quem anda pelo Centro Histórico diariamente, dificilmente percebe o quanto da cultura religiosa da cidade está presente só no Largo da Ordem. Foi pensando nisso que a Secretaria Municipal de Educação criou o projeto Na Trilha do Sagrado, que leva a população a conhecer a religiosidade do local.

O projeto surgiu com um jogo de tabuleiro enviado às escolas no ano passado, onde as crianças “passeavam” pelos pontos de religiosidade no centro de Curitiba, recebendo informações de cada um dos lugares. Na ocasião, muitos professores relataram que nunca tinham atentado a quanta cultura religiosa estava presente em poucas quadras.

>>> Único Museu do Holocausto do Brasil fica em Curitiba - e sobram motivos para conhecê-lo!

A primeira aula de campo do Na Trilha do Sagrado aconteceu com os professores da rede municipal e se expandiu para toda a comunidade, conforme explica a coordenadora de ensino religioso da Rede Municipal, Karin Willms. “As pessoas passaram a nos procurar para visitar estes lugares e conhecer mais sobre a cultura religiosa de Curitiba”, afirmou. Desde que o projeto começou no início de 2018, mais de 1500 pessoas já participaram do trajeto.

Para Karin, o passeio ajuda a desmistificar algumas ideias pré-estabelecidas e combater a intolerância religiosa. “Curitiba tem uma característica especial de ter quatro matrizes religiosas em poucas quadras. Esse projeto tem sido importante para mostrar religiões que muitas vezes são negligenciadas. Com esse projeto podemos caminhar para uma cidade mais tolerante com as religiões”, comentou a coordenadora.

Roteiro

O passeio começa na Catedral da Praça Tiradentes, a Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Na praça, os visitantes conhecem a estátua do Cacique Tindiquera, mostrando a religiosidade indígena que ajudou a formar a cidade de Curitiba, além dos Irôkos - árvores sagradas do Candomblé - que também estão no local. Subindo pelo Largo da Ordem, os visitantes passam pela Igreja Presbiteriana Independente, do Rosário e a São Vicente de Paulo. No Templo Hare Krishna, as pessoas entram e conhecem um pouco sobre a religião. O passeio continua na Mesquita Iman Ali Ibn Talib e termina nas ruínas do São Francisco.

Inscrições

Os grupos são de no máximo 50 pessoas.Para participar do passeio é preciso fazer uma inscrição prévia pelo e-mail ensinoreligioso@edu.curitiba.pr.gov.br informando que deseja participar da Trilha do Sagrado até um dia antes do evento. Os encontros acontecem no primeiro ou segundo sábado do mês. Os passeios estão programados para 7 de abril, 5 de maio, 9 de junho, 4 de agosto, 1º de setembro, 6 de outubro, 10 de novembro e 1º de dezembro. O grupo se encontra na Praça Tiradentes às 9h e o passeio vai até ao meio-dia. Em caso de chuva, o evento é cancelado.

LEIA TAMBÉM 

>>> Nostalgia: 11 lugares para você se sentir na Curitiba do passado

>>> Como eram os principais pontos de Curitiba “antes da fama”?