Curitiba vai ganhar seu primeiro teleférico em breve. Com previsão de inauguração em dezembro, a novidade faz parte de uma série de melhorias que o Parque das Pedreiras vem ganhando neste ano. Uma delas é o projeto Vale da Música, que trouxe à Ópera de Arame um palco flutuante com shows diários de terça-feira a domingo. O novo passeio vai sair do lado do teatro e chegar ao alto da Pedreira Paulo Leminski.

Leia também:

>>> Veja a programação de shows do palco flutuante 

>>> Com palco flutuante, projeto Vale da Música vai levar apresentações de música instrumental para Ópera de Arame

A cabine terá visão panorâmica com portas e janelas em vidro, e vai permitir conhecer tanto a Ópera de Arame como os palcos e espaços da pedreira sob novos ângulos. As obras ainda estão em fase inicial, mas já é possível ver o espaço delimitado que vai receber o bondinho.

primeiro teleférico curitiba ópera de arame

Paralelamente a este investimento, acontece no local o projeto Vale da Música — cuja entrada é de R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia-entrada (valor válido para todos os curitibanos) —, que promove um tour guiado pelo ponto turístico e acesso aos shows de música instrumental que acontecem no palco flutuante no lago. A entrada para o teleférico será cobrada à parte, mas o valor ainda não foi definido.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Pra você que vive a cidade. (@meuguiacuritiba) em

Além dos shows, do novo palco e dos tours, o projeto também prevê melhorias na infra-estrutura existente e exposições artísticas periódicas. Atualmente, está em cartaz a mostra Terra Mater, do fotógrafo Orlando Azevedo, no andar superior da Ópera de Arame. São dez fotografias com a temática da terra, que fazem parte do acervo da mostra “Cósmica”.