Cinema

Princesas, vikings e guerreiros se encontram em festival da cultura medieval neste fim de semana

Por: Sharon Abdalla
Princesas, vikings e guerreiros se encontram em festival da cultura medieval neste fim de semana

Princesas, vikings e guerreiros medievais estão reunidos desde o início da tarde deste sábado (7) na primeira edição do Terra Média CWB. O evento, que é realizado na Usina 5, no Rebouças, até as 20h deste sábado (7) e também neste domingo (8), traz diferentes atrações relacionadas à Idade Média com o objetivo de oferecer conteúdo e promover vivências medievais aos visitantes. 

Entre elas estão esportes como arqueria, arremesso de martelo, faca e swordplay (batalha com espadas revestidas com espumas). Palestras sobre alimentação e músicas medievais, oficinas, apresentações de dança e RPG (Role Playing Game) também integram a programação. 

“Vimos o grande interesse do público sobre esta cultura gostosa de se reviver. Você passeia e encontra pessoas com armadura, roupas clássicas, atirando flechas. É uma vivência completamente diferente. Isso nos motivou a realizar este trabalho e a trazê-lo para o público”, explica Rogério Ramos, organizador do Terra Média CWB, que também é o nome à frente do Shinobi Spirit, evento de cultura pop (nerd, otaku, geek, kpopper). 

  

Maureen, Cristian, Miguel e Priscila capricharam no figurino. Foto: Sharon Abadalla. 

Este interesse e curiosidade pelo tema foi o que motivou o casal Priscila de Oliveira e Miguel Rodrigues Pereira a participar do Terra Média CWB. Eles contam que após o convite do casal de amigos Maureen Elina Javorski e Cristian Luis Ferreira a participarem de outro evento sobre a Idade Média, há cerca de um ano, se envolveram com a temática e passaram a ter nas vivências medievais mais uma forma de se divertirem. 

“Já no primeiro evento em que fomos a Priscila fez os nossos figurinos [o casal também estava fantasiado no Terra Média] e nós entramos no clima. É muito legal a energia que o pessoal passa nesses eventos”, conta Miguel. 

Para Maureen, que é historiadora, além de diversão o evento também representa uma oportunidade de popularizar e valorizar a cultura medieval. “Educacionalmente falando é interessantíssimo para que paremos de pensar que a Idade Média foi o período das trevas, no qual só havia tristeza e ninguém era feliz. Essa alegria presente nos eventos e a experiência que eles proporcionam trazem luz à Idade Média”, avalia. 

Batalhas 

Rose Annie Macfergus e Yuri Ishikiriyama participaram das batalhas de artes marciais. Foto: Sharon Abdalla.  

Outra atração curiosa e que chama a atenção dos participantes da primeira edição do Terra Média são as batalhas de Artes Marciais Históricas Europeias, que reproduzem os diferentes estilos de lutas praticadas na Idade Média. Os combates envolvem diversos tipos de armas e cerca de 30 lutadores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.    

“Nós pesquisamos tratados de combate medievais para tentar trazer de volta os estilos de combate dessa época, que evoluíram para outras modalidades, como a esgrima olímpica. E os torneios são a forma de colocar este resgate em prática”, explica Jean Muksen, presidente da HEMA Brasil, Associação Brasileira de Artes Marciais Históricas Europeias. Ainda segundo ele, estas formas de luta são bem diferentes das que costumam ser retratadas no cinema ou em outras produções baseadas na temática medieval. 

Grace Garcia e Julie Pazuch também entraram no clima. Foto: Sharon Abdalla. 

Além das atrações práticas, o Terra Média CWB ainda conta com área de alimentação com food trucks, cervejas artesanais, vinho e hidromel, e com exposição e comercialização de produtos artesanais. Entram nesta lista de brincos e colares a figurinos, objetos decorativos e até orelhas de elfo. 

A programação da primeira edição do Terra Média CWB segue neste sábado (7) até às 20h no Usina 5 (R. Constantino Bordignon, 5, Prado Velho). No domingo (8), o evento será realizado das 11h às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos no local ao custo de R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada). Crianças menores de seis anos e idosos não pagam.