Passeios

Passeios históricos para fazer próximos a Curitiba

Por: Laura Beal Bordin
Passeios históricos para fazer próximos a Curitiba

Não é preciso ir muito longe de Curitiba para conhecer um pouco da história do Paraná. Por meio de ruas, arquitetura e museus é possível conhecer histórias de colonização, imigração e movimentos que mudaram de alguma forma a história do país. Confira algumas opções de passeios próximos a capital para conhecer.  

Colônia Witmarsum

Além de comer muito bem nas dezenas de opções de cafés coloniais que a Colônia Witmarsum oferece, é possível também conhecer a arquitetura típica e a história do povo alemão quando se faz essa visita. A colônia, que fica em Palmeira, a 60 quilômetros de Curitiba, guarda em seu museu um grande acervo de móveis, objetos, peças, roupas antigas, fotos e equipamentos usados pelos menonitas na época em que eles fundaram o espaço. Se você escolher visitar a Colônia Witmarsum em um domingo, também é possível acompanhar um culto menonita rezado em Alemão.

Morretes

Fundada em 1721, Morretes é uma viagem à história do Paraná, sendo a cidade uma das principais ligações entre a capital e o litoral do estado. O passeio de trem que leva até a cidade é um roteiro histórico à parte (assinantes da Gazeta do Povo têm 20% de desconto na passagem). Mas, se você quiser ir de carro, pode conhecer a bela Estrada da Graciosa e as charmosas construções históricas do centro da cidade, próximas ao rio Nhundiaquara. Aproveite também para almoçar em um dos restaurantes que servem o tradicional barreado.  

Antonina

A histórica cidade de Antonina também é um bom passeio próximo a Curitiba, no litoral do Paraná. Contornada por uma cadeia de montanhas na Serra do Mar, a cidade tem um belo cenário da Baía de Antonina. O centro histórico tem uma grande variedade de sobrados coloniais, junto às ruínas do antigo porto, que foi o que restou da época em que se escoava a erva-mate vinda do interior do Paraná.

A praça central de Antonina preserva a maior parte das casas históricas, além de abrigar a igreja Nossa Senhora do Pilar, que, localizada no ponto mais alto da cidade, tem uma bela vista da Baía de Antonina.  

Paranaguá

Considerada a primeira cidade do Paraná, Paranaguá guarda vestígios da época da colonização portuguesa, com seus casarios de fachada azulejada, nas ladeiras de pedra e nas igrejas coloniais. No centro histórico é possível conhecer o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR. O museu está instalado em um prédio histórico fundado em 1755 e tem mais de 70 mil peças e artefatos coletados em pesquisas arqueológicas e etnográficas pelo Paraná.

Lapa

A 70 quilômetros de Curitiba, a cidade da Lapa é um passeio imperdível para quem gosta de história. A cidade foi palco do Cerco da Lapa, e as tropas de General Carneiro conseguiram parar a Revolução Federalista. Por lá é possível conhecer o centro histórico e suas casas coloridas, as primeiras do Paraná a serem tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Por lá também estão o Teatro São João, o Museu Histórico da Lapa, Panteão dos Heróis, Casa Lacerda e Casa da Memória. A entrada da cidade também reserva um monumento especial para o tropeiros que passavam pela região.

Castro

A cidade localizada nos Campos Gerais também é um dos berços do tropeirismo e chegou a ser capital do Paraná por três dias durante a revolução federalista. O local tem muitas referências aos tropeiros, tem, inclusive, o Museu do Tropeiro que fica no mais antigo casarão da cidade abordando a rotina de trabalho e o ambiente doméstico e familiar da região nos séculos XIX e XX.  Também é possível visitar as fazendas usadas pelos tropeiros para o descanso.

Local de imigração holandesa, também é possível conhecer a Cooperativa Castrolanda e o Moinho construído para comemorar essa imigração. Também existe um museu histórico no formato de uma fazenda típica da região norte da Holanda.

LEIA TAMBÉM

>>> Bar do Alemão cria canequinhos de submarino de Game of Thrones

>>> Bons vinhos e belos lugares: vinícolas próximas a Curitiba para passar o dia

>>> Rota da Cerveja: saiba como conhecer cervejarias artesanais de Pinhais