Cafés

Saiba onde provar o café mais caro do mundo em Curitiba

Por: Diego Denck
Saiba onde provar o café mais caro do mundo em Curitiba

Em 2007, o filme Antes de Partir, com Morgan Freeman e Jack Nicholson, colocou no imaginário popular um café peculiar: o Kopi Luwak. O que o torna tão especial é que seus grãos são encontrados nas fezes da civeta, um felino silvestre asiático, e exportados para o mundo.

As ilhas de Sumatra, Java e Bali, na Indonésia, são as principais produtoras mundiais do Café Civeta, como também é conhecido. Como não há uma criação de civetas para esse processo, estima-se que apenas pouco mais de 200 kg de grãos são processados por ano. Por isso ele se torna tão caro e tão especial.

A civeta seleciona apenas os melhores frutos para a digestão, funcionando como uma primeira testadora de qualidade do produto. A polpa do fruto é digerida, mas a semente chega intacta às fezes. As enzimas estomacais atuam sobre elas e tornam seu sabor único, menos ácido e amargo.

Em Curitiba, você pode encontrá-lo no café Kaveh Kanes, dentro do Mercado Municipal. A xícara de 60 ml custa R$ 26. Já o pacote de 250 gramas chega a custar R$ 600, mas nem sempre está disponível – depende da quantidade que é enviada ao Kaveh Kanes lá da Indonésia.

Jacu Bird

Na falta do Kopi Luwak, vale a pena provar o café Jacu Bird. Ele é brasileiríssimo, sendo produzido apenas pela Fazenda Camocim, no Espírito Santo. A ideia surgiu a partir do lançamento do filme citado no começo da matéria: o produtor Henrique Sloper notou que o pássaro jacu, também chamado de Penélope, comia parte de sua plantação.

Assim, veio a ideia de adaptar a técnica indonésia para o mercado nacional. Com autorização do Ibama, a Fazenda Camocim passou a produzir o café encontrado nas fezes do jacu, que corresponde a apenas 2% da produção da fazenda.

Ainda que as enzimas digestivas da moela da ave influenciem menos no sabor do que as encontradas no estômago da civeta, a ave se alimenta de variedades especiais do fruto em solo nacional, grãos cuja qualidade é superior à do indonésio. Em Curitiba, você o encontra no Kaveh Kanes ao custo de R$ 13 a xícara de 60 ml.

Ele também pode ser consumido no Café do Mercado, que possui lojas dentro e na lateral do Mercado Municipal. Lá a xícara de 40 ml custa R$ 18, mas vem acompanhada de outra xícara do café expresso do dia para o cliente poder notar a diferença de sabores. Também é possível comprar uma lata com 250 gramas de grãos por R$ 189,90 ou uma lata com dez cápsulas por R$ 79,90.

LEIA TAMBÉM

>>> Conheça a nova vila gastronômica de Curitiba, no bairro Xaxim

>>> Lugares em Curitiba com degustação de vinhos para iniciantes

>>> Lanchonete no Juvevê prepara açaí com pouco ou nada de açúcar