Museus

Em obras da Bienal você pode fazer uma pipa ou tirar foto em campo de soja

Por: Laura Beal Bordin
Em obras da Bienal você pode fazer uma pipa ou tirar foto em campo de soja

A Bienal de Curitiba – que foi prorrogada até o dia 10 de março – tem diversas opções de obras para visitar. E, para quem gosta de interagir com a arte, também há opções para todos os gostos. É possível andar de amarelinha, produzir pipas e até conhecer um plantio de soja. Confira obras e oficinas que você curtir até o final da mostra:

>>> Cinco sebos de Curitiba com livros e itens raros

Obra Fábrica de Pipas

O artista brasiliense Christus Nóbrega apresenta a obra Fábrica de Pipas, que dialoga com a exposição “Dragão Floresta Abundante”, que está montada na sala 09 do Museu Oscar Niemeyer (MON). A proposta da Fábrica de Pias é fazer com que as pessoas entrem em uma fábrica, vestirem seus uniformes e produzirem pipas como se fossem trabalhadores de uma fábrica da China, onde o artista faz sua residência artística. As oficinas acontecem no subsolo do MON.

Obra Rayuelarte – jogo de Amarelinha

A obra das argentinas Patricia Pellegrini e Marta Minujín fica no vão livre do MON, em frente ao café. A ideia da obra é homenagear o livro O jogo da amarelinha, do também argentino Julio Cortázar. A obra propõe que os visitantes joguem amarelinha em espaços públicos, tendo contato direto com a arte.

Que soy

O projeto de Dolores Cáceres, da Argentina, está instalada no gramado do MON, na rua Marechal Hermes. Por lá, o visitante pode conferir a crítica da artista às plantações de soja. Para a artista, o processo do plantio de soja afeta as populações locais, além dos biomas onde há cultivo de monoculturas.

Tour interativo pela Bienal

Se você quiser conhecer as três obras listadas acima em um grupo de até 15 pessoas com um monitor, você pode ir até o MON na próxima quarta-feira (16), a partir das 15h. A visita é participativa e as inscrições devem ser feitas até às 18h de terça-feira (15) pelo e-mail educativo@bienaldecuritiba.com.br . Visitantes a partir de 11 anos podem participar. Na quarta-feira a visita ao museu é gratuita.

Desafios e possibilidades de um relacionamento

A oficina é inspirada na obra “Only You” de Leonardo Kossoy e busca estimular os participantes a refletir sobre os desafios e possibilidades de um relacionamento social ou afetivo. As mediadores vão buscar sensibilizar os participantes a fazer essa reflexão. Após este momento, os participantes podem desenvolver uma poética em dupla, manifestando-a graficamente em um tecido com canetinhas, demarcando o corpo em um voal.  A oficina acontece no sábado (19) a partir das 15h e dura cerca de duas horas. Pessoas a partir de 18 anos podem participar. A inscrição deve ser feita pelo e-mail educativo@bienaldecuritiba.com.br até às 18h de sexta-feira (18).

LEIA TAMBÉM

>>> Cinco exposições em cartaz para levar as crianças

>>> 6 livrarias que misturam café, diversão e arte