Passeios

Aproveite Curitiba vazia para conhecer a cidade!

Por: Da redação
Aproveite Curitiba vazia para conhecer a cidade!

Terça (01)

Que tal conhecer um novo parque, inaugurado recentemente? Em Almirante Tamandaré, o Parque Anibal Khury tem quase 2,2 milhões de metros quadrados – duas vezes o tamanho do Parque Barigui  – o espaço oferece trilhas ecológicas, 18 churrasqueiras e parquinho para crianças. O parque também oferece uma miniarena para a prática de esportes e, durante as caminhadas, o visitante pode apreciar uma cachoeira no local. Também há um mirante para um grande lago. O parque Anibal Khury fica aberto das 8h às 19h.

Quarta (02)

Que tal aproveitar o começo do ano para visitar uma das confeitarias mais tradicionais da cidade? Fundada em 1945, a Confeitaria das Famílias fica na rua XV de novembro em um prédio com características do século 20. Os carros-chefes da casa são os folhados, a bomba de chocolate e o quindim. A unidade de qualquer doce custa R$ 8.

Quinta (03)

A Green Valley antecipa o Carnaval de 2019 com a festa Sambowdromo do Brasil, a partir das 21h. Os ingressos para todos os três setores estão à venda pela internet, e sócios do Clube Gazeta do Povo têm 15% de desconto nas entradas. Com programação da elrow, a festa de música eletrônica mistura as batidas dos DJs com muitas cores e fantasias e acontece em várias cidades do mundo.,A Sambowdromo recebe nomes como o DJ inglês Fatboy Slim. Completam a lista de atrações da cabine os DJs Latmun, TONI Varga, Bastian Bux, Volkoder e Fancy Inc.

Sexta (04)

O Museu Oscar Niemeyer (MON) recebe uma exposição sobre o fotógrafo francês Pierre Verger (1902-1996), que transformou seu trabalho em um grande panorama dos cinco continentes. O trabalho do artista também inclui passagem pelo Brasil, onde realizou uma profunda pesquisa. Fotógrafo, etnólogo e antropólogo, Verger viveu parte da sua vida na cidade de Salvador, capital do estado da Bahia. A exposição conta com aproximadamente 150 imagens e está dividida por núcleos que compreendem distintos momentos do seu trabalho, onde o público pode perceber toda a extensão historiográfica e fotográfica da obra de Verger pelo mundo.