Cinema

O que podemos contar sobre “Vingadores: Ultimato” sem estragar sua experiência

Por: Katia Brembatti
O que podemos contar sobre “Vingadores: Ultimato” sem estragar sua experiência

Não dá para listar aqui nem os nomes de atores e atrizes que aparecem em “Vingadores: Ultimato”, sob pena de entregar detalhes que revelem o que a Marvel lutou tanto para manter em sigilo. E olha que são muitos (muitos mesmo) os rostos famosos no longa-metragem que encerra a saga. Assim, apenas os personagens que apareceram nas cenas finais do filme anterior, “Guerra Infinita”, estavam garantidos na continuação.

>>> Após 21 filmes, Vingadores: Ultimato encerra série com maestria (SEM SPOILERS)

Em clima de euforia, com 2,7 mil salas de cinema lotadas madrugada adentro (a de quarta dia 24 de abril para quinta, dia 25), os fãs viram a estreia do derradeiro de uma sequência de 21 filmes. Para os que estavam imersos na onda de expectativa com o aguardado lançamento mundial, Ultimato é do tipo de filme que marca, impossível de esquecer. Já os espectadores menos aficionados podem ter dificuldade de entender a trama, tamanha a quantidade de referências ao passado e de pontas soltas que enredo tentou amarrar.

>>> Mel Gibson e Sean Penn estrelam filme sobre a criação do dicionário inglês

As milhares de pessoas que estão no hype do filme, mas só vão conseguir assistir nos próximos dias, estão sujeitas a spoilers, que certamente estragariam a experiência que o filme busca causar. Para os mais preocupados, a recomendação é não entrar em redes sociais, pois gente de coração ruim saiu do cinema avisando que postaria informações diretas sobre alguns dos desfechos mais marcantes.

>>> Curitiba vai ganhar um novo museu dedicado a Tutankhamon

Os segredos do roteiro foram bem guardados – tanto que só quem procurou muito é que achou pistas do que poderia acontecer. O resultado foi perceptível na reação da plateia. Em alguns momentos, as comemorações despontam. Mas nos instantes de silêncio na tela o que se ouve é o choro do público.

Também dá para cravar que Ultimato tem um ritmo bem diferente dos filmes anteriores da saga.  E isso pode desagradar quem espera a adrenalina que vem com tiro, porrada e bomba. Mesmo assim, as três horas passam muito rápido. É uma montagem com vários takes mais introspectivos, que mergulham no significado de culpa e sacrifício e tenta humanizar os super-humanos.

Com tudo isso, o público deve ser preparar para uma mudança bem drástica em relação à película anterior. A sensação de quem saiu do cinema depois de ver Guerra Infinita, no ano passado, foi de incredulidade misturada com a impressão de que tudo aquilo poderia ser modificado. Mas o sentimento após Ultimato é de irreversibilidade. E isso choca. É o ponto final. Nenhuma artimanha será possível para desfazer o que foi feito.

*****

Uma dica importante e que não é spoiler: Nem precisa ficar esperando, pois ao contrário de todos os filmes anteriores da Marvel, não há cena pós-credito.