Cinema

Feito só por mulheres: mostra de cinema tem programação gratuita neste sábado (9)

Por: Camila Machado, especial para a Gazeta do Povo
Feito só por mulheres: mostra de cinema tem programação gratuita neste sábado (9)

Um dia todo recheado de cultura, exibições de produções audiovisuais independentes e rodas de conversa e debate sobre cinema, tudo gratuito e produzido por mulheres. É o que promete a Mostra As Gurias, que acontece neste sábado (9), a partir das 14h, no Cine Guarani – dentro do Portão Cultural -, em Curitiba.

>> Olhar de Cinema traz a Curitiba mais de 150 filmes de 46 países

O projeto foi criado pelas produtoras audiovisuais Nicole Micaldi e Ivy Sumini, com o auxílio de Tamiris Tertuliano. Segundo Nicole, a vontade de tirar do papel o evento existe há mais de dois anos, quando ela começou os estudos em cinema. E a experiência que vem tendo de lá para cá, só mostrou a necessidade e a importância dele acontecer.

“Me deparei com a falta de repertório e discurso em relação ao cinema local e, principalmente, sobre o cinema produzido por mulheres. Também com a necessidade de se discutir o machismo na área cinematográfica, seja em relação à história geral do cinema, quando as mulheres são omitidas, excluídas, deixam de serem estudadas, quanto a desigualdade no âmbito profissional, de oportunidades”, disse.

Segundo ela, As Gurias também é uma forma de criar um lugar de divulgação e debate do tema e incentivar a produção de mulheres. “É uma discussão longa e difícil, mas é necessária e apaixonante”, finaliza. A mostra tem a assistência de produção de Halyne Czmola, Rayssa Meiring, Cibelle Gaidus e Ana Caroline Paszko.

Na programação (completa abaixo) há exibição de videoclipes (a partir das 14h30), filmes de ficção (a partir das 14h40) e stop motion (16h20). A roda de conversa, que será mediada pela jornalista Patrícia Meyer, começa às 16h30.

“Esse evento está sendo promovido por ex-alunas minhas e muito me alegra. Estamos contribuindo com a formação de profissionais na área de cinema. E o mais legal: profissionais técnicas que atuam na captação de áudio, edição, direção de fotografia, entre outras finalidades, áreas essas muito ´masculinas´ do mercado”, explica Patrícia.

A exibição de documentários inicia às 18h30.

Programação completa:

14h30

Videoclipes:

Splatterhead – Melissa Giowanella
A Solidão da Mulher Preta – Julia Morais
Cataclismo – Juliana Vilela Araujo

14h40

Ficção

Órion – Rodriane DL
Autoquíria – Chayene de Souza
Fundamental em mim – Angélica Rodrigues
O Fim do Mundo é um Bar com Jukebox -Victoria Tuler
1o de Julho – Renata Prado
Fechadura – Ana Carolina Resende e Caroline Lucena
Ana – Manuela Berlanga
2017 – Pryka Almeida

16h20

Stop Motion

Espelho – Coletivo La Loba

16h30

Mesa redonda

Participantes:

Renata Corrêa

Camila Macedo

Ana Paula Málaga Carreiro

Ana Catarina Lugarini

Verginia Grando
 
Débora Opolski

18h00

Documentário

Megg: A Margem que Migra para o Centro- Larissa Nepomuceno
Vulcanis – Ivy Sumini
Umbanda de Todos e Para Todos – Thaís Penteado
Cabeças Falantes – Natasha Rodrigues
Do Corpo da Terra- Júlia Mariano
Cinema Delas – Carol Vilamaro

LEIA MAIS

>> Clássico O Lago dos Cisnes será apresentado em junho com ingressos a R$ 20 no Guairão
>> Museu de Curitiba tem obras de Picasso e visitação é gratuita