Passeios

9 morros para subir próximos a Curitiba

Por: Laura Beal Bordin
9 morros para subir próximos a Curitiba

Ver belas paisagens, estar em contato com a natureza e em dia com a saúde: quem pratica montanhismo, usufrui de tudo isso. A montanhista Viviane Rachinski, da Salto Alto Montanhismo, selecionou nove opções de morros – tanto para iniciantes, quanto para pessoas com experiência de escalada – para conhecer nas proximidades de Curitiba. A Salto Alto Montanhismo oferece pacotes para todos esses locais. Os pacotes incluem transporte a partir de Curitiba, seguro pessoa, brigadeiro de sobremesa e condutores de trilha com treinamento em primeiros-socorros e certificação. Confira a lista dos morros que ficam em seis serras diferentes:

Morro do Cal (Campo Largo – 36 km de Curitiba)

O Morro do Cal nem é considerado um morro por montanhistas, mas é ótimo para quem quer começar a subir montanhas. Ele está localizado na Serra da Endoença, em Campo Largo, e também é ponto de praticantes de parapente. O pôr-do-sol é um dos mais bonitos da região.  A trilha que leva até o topo tem cerca de dois quilômetros – mas é íngreme e tem pedras soltas. O seu topo atinge 1,12 mil metros de altitude em relação ao nível do mar. O valor do pacote é R$ 135 por pessoa.

Morro Pão de Ló (Quatro Barras – 40 km de Curitiba)

Localizado na Serra da Baitaca, em Quatro Barras, o caminho até o Morro Pão de Ló une caminhada e escalaminhada (quando se usa as mãos para facilitar a subida). O caminho tem grampos – estrutura de metal em formato de escada, que facilita a trilha de ascensão. Para chegar ao cume é preciso caminhar 4,5 quilômetros em uma trilha de mata alta – os últimos 500 metros é de subida mais íngreme. São 1,3 mil metros de altitude e o visual é em 360° – podendo avistar desde Curitiba, até o litoral paranaense. O valor do passeio é R$ 135 por pessoa.

Morro do Canal ( Piraquara – 46 km de Curitiba)

O Morro do Canal é a primeira montanha da Serra do Marumbi, que começa em Piraquara e termina em Morretes, já no litoral. A subida do Morro do Canal exige técnica e, quem for subí-lo, não pode ter medo de altura. A trilha tem em torno de dois quilômetros, mas é bem íngreme e, para escalá-lo é preciso vários equipamentos. O seu cume fica a 1,3 mil metros. O passeio ao Morro do Canal é feito nas manhãs de terças e quintas-feiras e custa R$ 90 por pessoa.

Morro do Anhangava ( Quatro Barras – 32 km de Curitiba)

Assim como o Morro do Canal, a trilha que leva até o topo do Morro do Anhangava é um pouco difícil, mas o morro é bastante frequentado aos fins de semana. A trilha de ascensão é bonita e com mata alta, mas a subida exige uma série de equipamentos – a via tem mais de 30 grampos. São quatro quilômetros até o cumo, que mede 1,45 mil metros. O passeio custa R$ 90 por pessoa.

Pico Capivari Mirim (Campina Grande do Sul – 62 km de Curitiba)

O Pico Capivari Mirim é um pouco mais distante, mas não menos belo do que os anteriores. A trilha tem vegetação baixa e trechos íngremes que exigem parte da caminhada com a ajuda das mãos. São quatro quilômetros de caminhada morro acima. A altitude do morro é 1,6 mil metros acima do nível do mar. O passeio custa R$ 130 por pessoa.

Morro Araçatuba (Tijucas do Sul – 67 km de Curitiba)

O Morro do Araçatuba fica na Serra do Araçatuba, em Tijucas do Sul e tem um dos visuais mais bucólicos do Paraná. O vento que chega sem barreiras no alto do pico torna o passeio bastante gelado. A trilha até o cume tem 3,6 quilômetros e a dificuldade se dá pelos paredões de rocha que se encontra pelo caminho. A altura é de 1,6 mil metros. O passeio custa R$ 150 por pessoa.

Camapuã e Tucum ( Campina Grande do Sul – 55 km de Curitiba)

Os dois morros ficam na Serra do Ibitiraquire, em Campina Grande do Sul – e quem sobe o primeiro (Camapuã), segue até o segundo (Tucum). Os morros são mais difíceis do que os anteriores, mas a beleza da trilha vale a pena. A travessia leva até rios e grandes árvores. São aproximadamente cinco quilômetros de de trilha, que levam até os morros quem tem cerca de 1,7 mil metros. De lá, é possível ter uma bela vista do Pico Paraná. O passeio até lá custa R$ 150 por pessoa.

Caratuva ( Campina Grande do Sul – 56 km de Curitiba)

O Caratuva é o segundo ponto mais alto do sul do Brasil e um dos pontos mais desejados por montanhistas iniciantes. O morro também é localizado na Serra do Ibitiraquire e tem 1,8 mil metros de altitude – só perde para o Pico Paraná. A trilha é sob raízes das árvores e pedras ao longo de quase cinco quilômetros morro acima. O passeio custa R$ 150 por pessoa.

Pico Paraná ( Campina Grande do Sul – 58 km de Curitiba)

O mais querido dos morros entre os montanhistas paranaenses, tem mais 1,8 mil metros – é o topo do sul do Brasil. A trilha até o cume não é nada fácil e é preciso se preparar para o desafio. São quase oito quilômetros de subida, travessia sob troncos e saíses de árvores, além de exposição a altura. Mas, a vista do topo do Pico Paraná é considerada fascinante. Para subir, é preciso um bom preparo físico, já que a subida demora de 6 a 8 horas. É preciso sair de madrugada e retornar só a noite. O passeio até o topo do Pico Paraná custa R$ 220.

LEIA TAMBÉM

>>> Terceira maior caverna do Paraná está a 30 km de Curitiba

>>> Rota da Cerveja: saiba como conhecer cervejarias artesanais de Pinhais