Filmes

Conto de fadas moderno: sequência de Malévola estreia nesta quinta

Por: Maria Coelho
Conto de fadas moderno: sequência de Malévola estreia nesta quinta

Na próxima quinta (17), estreia em todas as salas de cinema do Brasil o longa Malévola: Dona do Mal, sequência de Malévola, lançado em 2014. O filme trata de temas como família e aceitação pessoal. Além disso, a história segue baseada no conto A Bela Adormecida, clássico da Disney que neste ano completa 60 anos de existência. 

>>> Fuerza Bruta transforma Pedreira em quarto escuro

>>> Circuito Patagonia terá cerveja, música e gastronomia no Parque Damasco

Na trama, a princesa Aurora (Elle Fanning) está prestes a se casar com o príncipe Philip (Harris Dickinson). A jovem é a futura rainha de Moors, portanto, é tratada como filha pela sogra, a Rainha Ingrith (Michelle Pfeiffer). Com isso, Malévola (Angelina Jolie) se revolta e age em oposição ao reino, buscando aliados para proteger as terras mágicas. Isso causou conflitos no relacionamento entre os humanos e as criaturas mágicas.

Neste filme, Malévola se torna mais independente. Passa a viver entre o mundo dos humanos e da magia. Ao fazer isso em perfeita harmonia, não entende a razão do mundo não ser capaz de fazer o mesmo. 

A sequência também apresenta um certo realismo ao abordar relacionamentos familiares, evidenciando o desprendimento que geralmente ocorre quando filhos crescem, deixam seus ninhos e passam a tomar suas próprias decisões.

Além disso, o que pode ser a questão central da trama é o autoconhecimento e a própria aceitação. Quando Aurora luta pela construção de uma família e Malévola aceita suas características, por exemplo, há uma valorização da liberdade de ser quem é, defendida pelo filme.

Em meio a cenas de ação e efeitos especiais, o filme não foge de sua essência: ser um conto de fadas moderno, com mulheres fortes que comandam a cena, fugindo do modo tradicional de contar a história, a fim de projetar mudanças no modo de compreensão do público, sobretudo a juventude que as assiste. 

O filme tem direção de Joachim Rønning, que esteve à frente de Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar, e roteiro feito por Linda Woolverton, Noah Harpster e Micah Fitzerman-Blue.

Você pode conferir o filme em diversas salas de cinema da cidade pagando meia-entrada com o Clube Gazeta do Povo.