Petshop e Saúde Animal

Pet Shop no Parolin vira ponto de encontro todo fim de semana com atividades gratuitas

Por: Flávia Schiochet
Pet Shop no Parolin vira ponto de encontro todo fim de semana com atividades gratuitas

O casal mal entra na loja e a atendente dispara: “Oi, Marley!”. O cliente habitual tem quatro patas, pelos cor caramelo longos e um olhar estrábico. Cheirou todo mundo em volta e puxava os tutores pela coleira, animado. A atendente se abaixou para analisar o maxilar do cão. “Ele estava com uma alergia perto da boca da outra vez que veio”, contextualizou Rudinei Pinheiro, o gerente da HiperZoo.

A pet shop fica no Parolin e abriu no final de 2016 combinando em um mesmo espaço uma loja com mais de 20 mil itens para bichos de estimação, banho e tosa, farmácia e consultório veterinário. Os três mil metros quadrados, que já foram o centro de distribuição das Farmácias Nissei, viraram um ponto de encontro de tutores e um lugar de lazer e passeio. 

Cláudia Schuindt vai, no mínimo, duas vezes por semana ao HiperZoo. “Trago elas para tomar banho toda semana, mas às vezes venho só para passear”, diz a tutora de Cléo e Nina, duas shitzu de cinco anos. Além da comodidade de resolver tudo em um mesmo lugar, Cláudia observou que as cachorrinhas gostam de quem as atende e que se sentem confortáveis. “Antes elas tomavam banho em shopping e não gostavam. Aqui elas se jogam para o colo deles”, ri.

Cláudia e as shitzu Cléo (à esquerda) e Nina. Frequentadoras assíduas do HiperZoo. Foto: Flávia Schiochet/Gazeta do Povo

Corredores largos, uma cama elástica para cães, carrinhos de compra com uma “gaiola” são algumas das soluções para facilitar o trânsito de humanos e bichos nos dois andares da loja. A proprietária, Patrícia Maeoka, foi diretora da Nissei e fez pesquisa de mercado e de modelos internacionais de negócio para montar a HiperZoo.

No primeiro piso fica a parte de roupinhas, acessórios e rações para cães e gatos. No subsolo, a cafeteria, farmácia com medicamentos e itens de higiene, área interna onde acontecem palestras, o aquário de banho e tosa, o pet wash (espaço em que o tutor dá banho em seu pet), o setor para roedores, peixes, répteis e primatas e até uma área com produtos para jardinagem.

Programação gratuita

Desde o início, a HiperZoo promove aos fins de semana programação gratuita para tutores e seus pets. Aos sábados, são palestras de um adestrador sobre comportamento canino, sempre intercalando adestramento de filhotes, como ensinar a fazer xixi e cocô no lugar certo, como lidar com a ansiedade do cão e como dar comandos para sentar, deitar e rolar.

ONGs de adoção responsável são parceiras da HiperZoo e levam cães e gatos a partir das 11h de sábado. Só em 2018, foram cerca de 450 animais adotados pela iniciativa das ONGs Beco da Esperança e Amigo Animal em parceria com a loja.

Aos sábados, gatos e cachorros são levados por ONGs parceiras para adoção responsável. Foto: Josiane Fontana/Divulgação

Periodicamente, há workshop para as crianças, para familiarizá-las com os cuidados que um animal de estimação precisa, como “o primeiro bichinho” e como cuidar de um pet específico.

Aos domingos, a HiperZoo realiza encontros de raças, com bate-papo sobre comportamento e saúde de grupos e espécies específicas dos bichos, além de outras atividades paralelas. Às vezes, um desfile, às vezes, uma sessão de fotos com fotógrafa profissional. Para alguns desses eventos paralelos, a participação é mediante compra de itens de marcas parceiras (como ração, por exemplo).

Bate-papos para tirar dúvidas sobre comportamento e saúde de cães são realizados no espaço interno da loja aos domingos. Foto: Mayra Morais/Divulgação

Mas não é porque o encontro é para rottweilers, por exemplo, que outras raças (ou sem raça definida) não apareçam. “Os tutores trocam muita informação entre eles e tiram dúvidas dos outros clientes. Causa muita curiosidade alguém com uma jiboia tomando café aqui embaixo, por exemplo”, explica Rudinei.

Animais silvestres e exóticos

Araras, cacatuas, tucanos, jiboias, ganso, macaco-prego, sagui e furão são alguns dos animais mais diferentes que já passaram pela HiperZoo com seus tutores. Com certa frequência, a loja organiza aulas específicas sobre animais silvestres e exóticos, com a presença da delegacia ambiental e de acordo com diretrizes do IBAMA e Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

A loja também tem ração e itens para atender tutores de primatas, como o sagui. Foto: Mayra Morais/Divulgação

Os animais são trazidos pelos próprios tutores e têm uma sala de descanso, onde permanecem a maior parte do tempo para não ficarem sempre em exposição. “Sempre são manuseados e transportados pelo tutor e ficam no máximo 40 minutos em contato com o público”, diz Rudinei. Na loja, são comercializados peixes, roedores e répteis, como a jiboia arco-íris da caatinga.

LEIA TAMBÉM

>>> 5 restaurantes com lareira para aproveitar o frio

>>> Documentário sobre ator que interpretou o Seu Madruga ganha trailer

>>> Cafeteria em Curitiba cria espaço para receber mães de bebês e crianças pequenas