Eventos

Três peças curitibanas são destaque na reta final do Festival de Curitiba

Por: Sandro Moser
Três peças curitibanas são destaque na reta final do Festival de Curitiba

A peça Um Artista da Fuga é o espetáculo final da mostra Stavis/Damasceno que faz a retrospectiva da obra da companhia do dramaturgo Marcos Damasceno e da atriz Rosana Stavis, um dos pontos altos da programação do festival em 2019. De quinta (4) até domingo (7) sempre às 19h na Caixa Cultural. Além dessa, outros espetáculos curitibanos também parte do Festival de Curitiba.

>>> Melhor balletflamenco do mundo se apresenta duas vezes em Curitiba

Damasceno foi o vencedor do Prêmio Shell 2019 (um dos mais importante do teatro brasileiro) pela peça Homem ao Vento – que já esteve em cartaz na mostra. A peça Um Artista da fuga é um texto de Damasceno baseada no argumento de Guto Gevaerd.

A peça recria tragicomicamente o cotidiano caótico de um escritor que procrastina seu trabalho enquanto o prazo de entrega de sua obra se aproxima. A peça tem inspiração no ilusionista Houdini mundialmente conhecido por seus truques de desaparecimento início do século 20.

Outra peça “prata da casa” que se destaca na programação da Mostra do Festival é Dezembro. Texto do chileno Guillermo Calderón traduzido, adaptado e dirgido por Diego Fortes.

Elenco de Dezembro, em cartaz no Festival de Curitiba. Foto: divulgação.

A peça está em cartaz desta quinta (4) até domingo (7) sempre as 21h, com exceção de domingo, 19h, na sala 09 do Museu Oscar Niemeyer (MON).

A comédia ácida trata de temas como nacionalismo, xenofobia, solidariedade, guerra e estados de exceção. Num futuro próximo, o Chile está em guerra com Peru e Bolívia. Na véspera de Natal, o soldado Jorge e suas irmãs discutem sobre política, nacionalismo e família, pois ele deve voltar no dia seguinte para o campo de batalha.

Cambutadefedapada
Nesta quinta (4) às 19h e na sexta-feira (5) às 15h e 19h acontecem as últimas sessões da peça Cobaia, estreia da Mostra Cambutadefedapada, do grupo do mesmo nome.

No espetáculo com direção de Marcel Szymansky, os atores da companhia são cobaias de si mesmo enquanto tratam de temas como as transformações da ética, moral, preconceito, violência e da família. No elenco estão Gabriel Gorosito, Lucas Amado, Moa Leal, Áldice Lopes.