Cinema

Festival da Biblioteca Pública traz Eduardo Bueno e homenagem a Jamil Snege

Por: Sandro Moser
Festival da Biblioteca Pública traz Eduardo Bueno e homenagem a Jamil Snege

O escritor Eduardo Bueno é a principal atração da segunda Festa Literária da Biblioteca (Flibi) que acontece entre os dias 22 e 27 na Biblioteca Pública do Paraná (BPP). O escritor gaúcho, também conhecido como Peninha, famoso por seus livros campeões de venda sobre história do Brasil – e por seu canal no YouTube – apresenta a palestra a palestra inédita “Paraná: dos primórdios à República de Curitiba”, na quarta-feira, dia 24 de outubro, às 19h15.

Leia também 

>>> Por que a Biblioteca Pública é o espaço cultural mais querido de Curitiba 

O evento também traz outros convidados importantes como a historiadores, Mary Del Priore que fala, na segunda-feira, dia 22, sobre a história do amor e da sexualidade no Brasil.

Há outras palestras com escritores como Fernando Bonassi, Mel Duarte, Adriana Sydor, Giovana Madalosso e o jornalista Jotabê Medeiros, autor da biografia do cantor Belchior, o livro Apenas Um Rapaz Latino Americano.

Ao todo, mais de 60 convidados estarão presentes. A curadoria do evento é o escritor e jornalista Marcio Renato dos Santos. Toda programação tem entrada franca.

O escritor homenageado é Jamil Snege (1939-2003). Jamil estreou na literatura há 50 anos com o livro Tempo Sujo (1968).

Em homenagem ao autor, que é um dos mais cultuados na literatura paranaese, Rafael Camargo vai encenar no auditório, no dia 23, às 19h, 'Eu se errei —', montagem elaborada a partir de textos de Snege. Haverá leituras de poemas do autor e o escritor Nelson de Oliveira faz palestra sobre a produção do escritor curitibano na segunda, 22, às 11h, na Arena BPP.

O diretor da BPP, Rogério Pereira, afirma que a Flibi resume em seis dias as atividades que a Biblioteca já realiza regularmente. “A Festa Literária é uma espécie de intensivo do que oferecemos ao público, contemplando diversas áreas e ampliando, ainda mais, o diálogo com a comunidade”, diz Pereira.

O curador Marcio Renato dos Santos, diz que este ano foi possível ampliar a Festa Literária. “Ampliamos a programação, contemplando artistas, escritores, historiadores e jornalistas nacionais e paranaenses. O ecletismo, inclusive presente no legado do Jamil Snege, dá o tom desta edição da Flibi”.