Bares e Baladas

Com receita de família, feijoada em Santa Felicidade tem 32 acompanhamentos

Por: Laura Beal Bordin
Com receita de família, feijoada em Santa Felicidade tem 32 acompanhamentos

Há 12 anos, o tradicional Puina’s Bar em Santa Felicidade ganha um grande aliado de encher a casa aos sábados. A feijoada Dona Cacilda traz ao bar sua receita de família e um buffet com mais de 30 – 32 para sermos exatos – acompanhamentos. O buffet livre custa R$ 39,90 por pessoa.

A receita da feijoada é da dona Cacilda Gonçalves de Araújo Túlio, que comandava os fogões até falecer no ano passado. Agora, o legado passou para o seu filho, Cleber e o seu marido, Anacleto. Os dois comandam a cozinha e o salão nos dias de feijoada no Puina’s.

“Minha mãe aprendeu a cozinhar em grande quantidade, porque a família do meu pai era de italianos, a casa estava sempre cheia. A receita da feijoada sempre atraída ainda mais gente para comer”, conta Cleber.

O buffet é farto e não faltam opções – vai desde os tradicionais couve e laranja, passando pelo espetinho de queijo coalho, mandioca frita, banana à milanesa, linguicinha, calabresa acebolada, bacon frito e até yakitori, um espetinho de frango com molho oriental. “Nós tentamos pegar um pouco de cada culinária”, explica Cleber.

Entre as opções também está o famoso mandiopan, que atrai o paladar dos mais nostálgicos. Outro acompanhamento de sucesso é o torresmo defumado. “Chegamos a fazer 50 quilos por sábado”, destaca o cozinheiro.

Tudo na Feijoada da Dona Cacilda é feito ali mesmo – desde a paleta de porco assada até os molhos de pimenta que acompanham os diferentes tipos de feijoada.

O prato principal vem em três versões diferentes: a Senzala, que é preparada com pé, orelha, rabo de porco e courinho defumado, a Tradicional, que, além destes ingredientes ainda leva costelinha e carne seca, e a Magra, que leva apenas costelinha de porco e carne seca.

Também há diferentes opções de caldinhos de feijão e bruschettas para a entrada e um buffet de sobremesas para completar.  

A Feijoada Dona Cacilda é servida somente aos sábados, das 11h30 às 15h30. Ao ambiente tem música ao vivo, mas não é cobrado couvert artístico.

LEIA TAMBÉM 

>>> Restaurante japonês no Centro Cívico encerra as atividades em abril

>>> Festival de blues terá música ao vivo, gastronomia e 50 torneiras de chopp