Bares e Baladas

Curitiba agora tem pista de Dirty Track para entusiastas do motociclismo

Por: Giovanna Tortato, especial para a Gazeta do Povo.
Curitiba agora tem pista de Dirty Track para entusiastas do motociclismo

Os motoqueiros de Curitiba agora têm um novo ponto de encontro, o Circuito: Lama, Chope e Brasa. O local conta com uma pista de corrida e motos customizadas disponíveis para locação. A ideia é que até mesmo quem não tem sua própria máquina em duas rodas possa se divertir e apreciar uma corrida na pista. Também conhecido como Flat Track, a pista de terra possui formato oval e derrapagens radicais, em que o melhor tempo é cronometrado e decisivo na classificação dos participantes.

LEIA TAMBÉM

Brasil Motorcycle Show em Curitiba vai ter 'Muro da Morte'

O espaço ficará aberto durante todo o ano e o público poderá alugar a pista, motocicletas apropriadas e equipamentos de segurança no local. O valor será cobrado por tempo estipulado, em média 45 minutos de brincadeira. Quem quiser correr na pista com a própria moto paga R$ 70, já quem preferir alugar uma moto Harley Davidson customizada pelo artista Celio Dobrucki deve desembolsar R$250, mas tem a opção de dividir seu tempo entre quatro pessoas. Por segurança, quem levar moto própria precisa passar por vistoria da equipe para que ela seja liberada para correr na pista. O acesso a pista só será permitido se o piloto estiver com os acessórios de segurança obrigatórios, como capacete e sapato fechado. Caso não tenha os demais acessórios como joelheira, cotoveleira, óculos e protetor de coluna, o espaço adisponibiliza o aluguel na hora.

Quem quiser participar das competições organizadas pelo Circuito, precisa pagar a taxa de participação de R$120. O piloto corre a primeira bateria e se for classificado segue para novas chaves até a grande final sem nova cobrança. São três concorrentes por vez e todos os lugares ganham premiação oficial.

"Nós construímos as nossas próprias máquinas, que foram customizadas e adaptadas para a pista, com o objetivo também de dividir as máquinas com aqueles que ainda não possuem uma moto apta para a prática. Há ainda a possibilidade de abrirmos a pista para os pilotos correrem com suas próprias motos, porém vale lembrar que nem todos os modelos serão liberados e, os selecionados, passarão por uma revisão técnica, feita no próprio local”, explica Mocelin.

E quem não quiser pilotar tem a opção de assistir às competições da arquibancada na lateral da Dirty Track, que tem planos para ser utilizada em competições oficiais. Aliás, o Usina5 recebe o BMS – Brasil Motorcycle Show em agosto de 2018, importante evento nacional de motociclismo.

Junto à pista está o bar do Usina5, que oferece chopes artesanais, drinks especiais, música ao vivo (rock e blues, combinando com o estilo old school do ambiente) e muita gastronomia, com opções a partir de R$10. Você pode saber mais sobre o cardápio do local na matéria completa do Bom Gourmet abaixo.

>> Curitiba ganha bar com chopes artesanais, petiscos e… pista para motos

O Circuito: Lama, Chope e Brasa funcionará somente nas quintas-feiras, das 17h00 às 00h, e aos sábados, das 10h às 18h00.