Cinema

Você pode assistir “O Rei Leão” com 50% de desconto – confira curiosidades do filme

Por: Diego Denck, especial para a Gazeta do Povo
Você pode assistir “O Rei Leão” com 50% de desconto – confira curiosidades do filme

No próximo dia 19 de julho, um dos filmes mais aguardados do ano irá estrear aqui no Brasil: a versão live action de “O Rei Leão” promete estourar nas bilheterias, igual ao que o desenho animado fez há 25 anos. As vendas dos ingressos já começaram na maioria dos cinemas, aumentando ainda mais a ansiedade dos fãs. Que tal, então, conhecer algumas curiosidades sobre a marca?

1. Nos primeiros esboços, a cena inicial da animação traria diálogos entre os principais personagens. Isso mudou quando a versão final da música “Circle of Life” foi mostrada aos diretores.

2. Aliás, a sequência inicial ficou tão emblemática que acabou sendo usada integralmente como trailer para o filme. Foi a primeira vez que a Disney fez uma divulgação dessa maneira.

3. Nas primeiras versões do roteiro, Scar não seria tio de Simba, mas apenas outro leão do bando, por isso ele é tão diferente de seu irmão Mufasa. Já Timão e Pumba apareceriam desde o começo do filme. E, bem, eles “estão” lá… você já viu “O Rei Leão 3”?

4. “O Rei Leão” é o 32º clássico da Disney a ser lançado, mas apenas o primeiro a ter uma história completamente original, apesar da polêmica envolvendo um suposto plágio do anime “Kimba, o Leão Branco” (1965).

5. A princípio, a música “Hakuna Matata” não estava no roteiro. Em seu lugar, constava uma canção inteira sobre comer insetos, que foi descartada pelos produtores.

6. A cena da debandada dos gnus, que dura 6 minutos, foi uma das mais complexas da história da Disney, levando quase 3 anos para ficar pronta. Ela é uma das primeiras experiências do estúdio em computação gráfica, e um programa precisou ser desenvolvido para dar conta da inovação.

7. Na época, a Disney estava com seus principais animadores focados em “Pocahontas” (1995), já que o estúdio achava que esse seria um sucesso estrondoso. Uma equipe paralela foi responsável pela animação de “O Rei Leão”.

8. A princípio, o filme se chamaria “Rei da Selva”. Porém, os leões não vivem nas selvas, mas sim nas savanas!

9. Originalmente, a música “Can You Feel the Love Tonight?” seria cantada por Timão e Pumba! Elton John foi contra essa ideia e conseguiu cantá-lo no filme. A canção acabou levando o Oscar, desbancando outras duas concorrentes do mesmo longa.

10. Os nomes Simba, Sarabi, Rafiki e Pumbaa são palavras reais do suaíli, uma das línguas oficiais da Tanzânia, do Quênia e de Uganda. Elas significam, respectivamente, “leão”, “miragem”, “amigo” e “tolo”.

11. “O Rei Leão” foi o primeiro filme da Disney a ter uma dublagem em zulu, a língua de povos que vivem no sul do continente africano.

12. Scar é o único dos leões do desenho a ter suas garras sempre à mostra. Ele também é o único vilão da Disney a ser mostrado cometendo um assassinato.

13. Uma lenda urbana diz que o filme traz a palavra “SEX” escrita no ar com poeira. Segundo os produtores, o correto é “SFX”, como uma homenagem à equipe de efeitos especiais do desenho.

14. O Pumba é o primeiro personagem da Disney a soltar um punzinho em cena!

15. Duas das três hienas tiveram seus nomes alterados para versão live-action de 2019: saem Banzai e Ed e entram Kamari e Azizi. Isso é para combinar com o nome de Shenzi, que no idioma suaíli significa “selvagem”. Já Kamari e Azizi significam “poderoso” e “luz do luar”, respectivamente.

16. “O Rei Leão”, de 1994, foi a primeira animação da Disney depois de “Aladdin”, de 1992. Curiosamente, as versões live action saíram na mesma ordem.

17. O software Microsoft DirectX foi desenvolvido para que os computadores pudessem rodar o jogo lançado d’“O Rei Leão” para computadores no Natal de 1994. Como muita gente ainda não tinha o aplicativo na época, muitas famílias passaram o feriado tentando rodar o game sem sucesso.

18. O musical baseado em “O Rei Leão” estreou em 1997 e se tornou o primeiro da Broadway a arrecadar mais de US$ 1 bilhão em ingressos, em 2013.