Shows

Encontro histórico entre Criolo e Nélson Sargento chega à Opera de Arame

Por: Sandro Moser
Encontro histórico entre Criolo e Nélson Sargento chega à Opera de Arame

Nelson Sargento é carioca e tem 94 anos. É sambista desde sempre. Profissional da música há 54 anos. Antes era pintor de parede. Hoje é o artista mais respeitado do gênero, elo entre as gerações atuais e os primórdios do samba. Além de um ótimo artista plástico.

>>> Badi Assad é o destaque do projeto Brasis no Paiol 

Criolo é paulista e tem 43 anos. Sua carreira começou mais ligada ao rap, mas sempre com elementos do samba. Algo que se fortaleceu com em 2017 com o lançamento de seu elogiável álbum de samba Espiral de Ilusão. É um dos artistas mais influentes de sua geração.

A união de Criolo e Nélson Sargento para a turnê conjunta que chega a Curitiba no dia 14 de outubro, a partir das 19h, merece, sem medo de errar, ser chamada de histórica. Os ingressos estão à venda e custam entre R$ 60 e R$ 72 e podem ser comprados no Disk Ingressos.

A turnê iniciou em agosto e foi criada para homenagear a escola de samba Mangueira, agremiação da qual Nélson é um dos baluartes. No repertório do show, as grandes composições de Nélson, maior patente do samba, como Falso Amor Sincero, Ciúme Doentio, Idioma Esquisito e Agoniza, Mas Não Morre, seu grande clássico.

Há também o repertório de sambas de Criolo e músicas dos compositores que ajudaram a criar a lenda da Estação Primeira de Mangueira como Cartola, Padeirinho e Jamelão. A dupla será acompanhada pelos músicos Ricardo Rabelo (cavaco), Gian Correa (violão de sete cordas) e Rafael Toledo (percussão).

Nélson tem uma relação próxima com Curitiba. Nos últimos quatro anos fez show importantes por aqui: em 2014 comemorou seus 90 anos no Sesc da Esquina. Em 2016, foi homenageado pelo Samba do Sindicatis.

 “É uma ligação muito bonita. Aqui fiz shows para duas mil pessoas que cantavam meus sambas. Jamais esperava que tivesse este público aqui. Por isso adoro esta cidade”, disse em entrevista a Gazeta. Leia mais aqui.