Passeios

Com vantagens do cartão-transporte, Linha Turismo aposenta passagem de papel

Por: Mellanie Anversa
Com vantagens do cartão-transporte, Linha Turismo aposenta passagem de papel

Desde quarta-feira (3), o embarque na Linha Turismo de Curitiba é somente pelo cartão de transporte, que pode ser comprado no próprio ônibus. A Urbs (empresa municipal que gerencia o transporte público de Curitiba) não vai mais operar a linha com passagens de papel. Pela Linha Turismo, o passageiro pode conhecer 25 pontos turísticos da cidade, como o Jardim Botânico e o Parque Barigui, com uma única passagem. 

>>> Caminho do Itupava: como conhecer a trilha que conta a história do Paraná

>>> Empresários e artistas criam “nanobairro” Petit Batel. Conheça onde fica e o conceito

>>> Mostra completa de Ai Weiwei chega ao MON em maio

O valor da passagem segue o mesmo, R$ 50. Entretanto, o turista tem vantagens com o cartão. Com a passagem de papel, só era permitido descer em cinco pontos para visita e reembarcar no ônibus. Com o cartão, o passageiro pode descer em todas as 25 paradas dentro do prazo de 24 horas, podendo dividir o passeio em até dois dias. 

O novo cartão é ilustrado com imagens de quatro pontos turísticos: Jardim Botânico, Parque Tanguá, Bosque do Papa e o Museu Oscar Niemeyer (MON). O objetivo, explica o diretor de Transporte da Urbs, Aldemar Martins, é que o turista guarde o cartão como uma lembrança do passeio na cidade. A ideia é de que conforme os cartões esgotem, seja reposto novos com imagens de outros pontos turísticos. “Quem não é visto não é lembrado. Com uma foto ou um souvenir, a lembrança de Curitiba se torna constante para este turista”, enfatiza Martins.  

Público

A implantação do cartão na Linha Turismo trouxe resultados. No período de um ano, entre março de 2018 e março de 2019, a Urbs estima que o número de passageiros da Linha Turismo tenha aumentado em torno de 40%, passando de 34,3 mil para 48,1 mil. Martins acredita que o aumento foi resultado da aplicação do cartão-transporte, já que o reembarque é ilimitado. "O passeio se torna mais atrativo. E, por mais que o turista não consiga visitar os 25 pontos turísticos, ele deve ter essa liberdade de acordo com sua vontade”, ressalta.  

Segundo dados do Instituto Municipal de Turismo de 2018, o perfil dos passageiros da Linha Turismo é de 90% turistas, principalmente dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, além do interior do Paraná. Já a parcela de turistas estrangeiros que fazem o passeio pelo ônibus é de 4,6% dos passageiros.