Passeios

Capela que fica em frente ao Palacete dos Leões conta a história de Curitiba

Por: Laura Beal Bordin
Capela que fica em frente ao Palacete dos Leões conta a história de Curitiba

O bairro Alto da Glória não teria esse nome se não fosse por ela. A Capela da Glória, que fica em frente ao Palacete dos Leões faz parte da história de Curitiba, foi restaurada pela Prefeitura e, desde agosto do ano passado, está novamente aberta à visitação. A capela ficou fechada durante 11 anos.

>>> Acrótona, o restaurante que todo boêmio conhece (ou deveria conhecer)

O templo tem estilo neoclássico e foi erguido em 1885 por Maria Dolores de Leão, em honra à Nossa Senhora da Glória e em homenagem ao falecido marido, o comendador Francisco Fasce Fontana.

Além da própria arquitetura, que é um afresco por si só, a igreja também tem em seus santos, obras de arte que marcaram diferentes períodos da história da cidade e merecem ser visitados.

A história desta capela centenária se confunde com a da comunidade católica de Curitiba. As Novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que hoje levam milhares de pessoas à Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro começaram na capela, que tem lugar apenas para 200 pessoas. Só no final dos anos 1960 que as missas da Novena passaram a ser ministradas no atual Santuário.

A Capela da Glória foi doada pela família Leão à Arquidiocese de Curitiba e hoje integra o patrimônio histórico de Curitiba.

LEIA TAMBÉM

>>> Morretes ganha Free Walking Tour

>>> 7 lugares para viver a cultura indiana em Curitiba