Peças e espetáculos

Balé Nacional da China vem a Curitiba com espetáculo que mistura dança, teatro, ópera e cinema

Por: Anna Sens, especial para a Gazeta do Povo
Balé Nacional da China vem a Curitiba com espetáculo que mistura dança, teatro, ópera e cinema

Nos dias 5 e 6 de junho vem a Curitiba o espetáculo Lanternas Vermelhas, apresentado pelo Balé Nacional da China e acompanhado pela Ópera de Pequim. As apresentações serão no Teatro Guaíra, a partir das 21h.

Lanternas Vermelhas é um espetáculo dirigido pelo cineasta Zhang Yimou, responsável pelo filme homônimo indicado ao Oscar. Ele é conhecido também por ter dirigido a abertura das Olimpíadas de Pequim em 2008.

>>> Il Divo traz a Curitiba show que celebra 15 anos de carreira

A obra, adaptada ao balé, mistura as artes cênicas, como teatro, dança, máscaras, malabarismo e cinema, e conta com a participação da Ópera de Pequim no que diz respeito à música, compostas pelo sino-francês Qigang Chen.

"Na criação dessa obra, minha fórmula foi a de somar 1+1, o que significa combinar o balé ocidental e a cultura chinesa. Acho que é uma maneira interessante, já que neste mundo globalizado todos estão conectados, de uma maneira ou de outra", disse Yimou.

Com forte influência cinematográfica, tanto pela direção de Yimou quanto pelo seu conteúdo, a montagem busca levar a plateia para dentro do cinema. Efeitos de luz e som contribuem para a sensação de imersão. O coreógrafo responsável é Xin Peng Wang.

>>> Obra icônica transforma gramado do MON

A estreia mundial de Lanternas Vermelhas pelo Balé Nacional da China foi em 2001, e desde então o espetáculo já passou por diversas cidades dentro e fora do país oriental. Já a companhia existe de 1959 e veio ao Brasil pela última vez há nove anos.

Os ingressos estão à venda por valores que variam de R$ 50 a R$ 160, dependendo do setor escolhido.

Sinopse

A história se passa nos anos 1930, e começa quando uma jovem é forçada a se tornar a terceira esposa de um velho senhor feudal. Com ciúmes, as duas outras esposas, a jovem e o marido passam um tempo jogando mahjong (jogo de tabuleiro) e assistindo televisão, até levar o jogo ao extremo em situações que ultrapassam a ficção e invadem sua realidade. A terceira esposa encontra um amante, especialista em artes marciais, mas seu segredo é descoberto, e um ritmo de loucura e ciúmes invade a peça.