Passeios

Conheça a história da Glória, a hipopótamo do Zoológico que teve até festa de aniversário neste sábado

Por: Luciane Belin, especial para a Gazeta do Povo
Conheça a história da Glória, a hipopótamo do Zoológico que teve até festa de aniversário neste sábado

O Zoológico de Curitiba preparou uma programação especial para comemorar o aniversário da hipopótamo Glória, neste sábado (16). A caçula da família completou seis anos e foi homenageada com um parabéns especial com a presença dos visitantes do zoológico e com atividades de desenho e pintura para crianças, que foram convidadas a fazer retratos da aniversariante.

Até as 15h, os visitantes puderam assistir ao enriquecimento ambiental para Glória, sua mãe, Penélope, e sua irmã, Charlene – uma atividade em que o capim é colocado em um tubo de PVC pendurado para que o bicho se alimente como faria no ambiente natural. O estímulo é importante para o desenvolvimento e fortalecimento dos espécimes e proporciona um verdadeiro espetáculo para os visitantes.

Desde que nasceu, em 2013, Glória é uma das estrelas do Zoológico de Curitiba. Seu nome foi escolhido em um concurso cultural pelo voto de crianças curitibanas e é uma referência à personagem da animação Madagascar.

>>>> Curitibano apaixonado por carros e coleções expõe peças raras em evento neste fim de semana

Segundo a bióloga do zoológico, Nancy Banevicius, não é só o nome que a hipopótamo curitibana herdou da personagem. “A Glória é tão geniosa quanto sua xará. Ela corre e brinca bastante, principalmente com a irmã Charlene, mas com os humanos é bem mau humorada, faz bastante cara-feia”, conta.

Os hipopótamos passam a maior parte do tempo na água e podem permanecer até 8 minutos completamente submersos.

Os hipopótamos passam a maior parte do tempo na água e podem permanecer até 8 minutos completamente submersos. Foto: Matheus Nascimento

No zoo, ela divide uma área com a mãe e a irmã. O pai das duas, Dino, fica numa outra parte, com um lago próprio. “Eles não podem ser mantidos em um mesmo lugar, pois precisamos evitar a reprodução, já que o zoológico não tem espaço para ambientar muitos hipopótamos”, explica o zootecnista Carlos Grubhofer.

Não se sabe ao certo as idades dos pais da Glória. Ambos chegaram ao Zoo entre 1997 e 1998, mas a equipe do Zoológico estima que eles tenham nascido em 1995. A irmã da Glória, a Charlene, tem 17 anos, nasceu em cativeiro em 2002 e já teve três filhotes, mas nenhum deles sobreviveu.

Charlene é a maior entre as fêmeas, com 2,5 toneladas, e Glória, com quase 1,5 tonelada, já está quase com o peso da mãe (1,7 toneladas). Segundo Grubhofer, embora tenha nascido com apenas 40 Kg, em breve ela deve ultrapassar a mãe e, no futuro, a irmã.

Dino, o pai de Glória, tem cerca de 25 anos de vida. Foto: Matheus Nascimento

Dino, o pai de Glória, tem cerca de 25 anos de vida. Foto: Matheus Nascimento

O tanque com as três hipopótamos fica na região próxima a das Girafas, na região central do Zoológico.

Atrações diversas

Além da família de hipopótamos, outras mais de 130 espécies podem ser vistas no Zoológico de Curitiba, que concentra hoje cerca de 1500 animais. “São espécies diferentes, entre aves, mamíferos, répteis. A Harpia é um animal fantástico, uma das maiores aves de rapina do mundo, das Américas, aqui no Brasil é a maior ave de rapina. Temos os flamingos, papagaios, araras, alguns antílopes, cervos, lobo-guará, tigre, animais que não são da fauna brasileiras”, sugere o zootecnista.

>>>> Espetáculo da Disney em Curitiba ganha sessão extra

A maior parte dos espécimes que vivem hoje no local vieram de outros zoológicos ou foram capturados ilegalmente e não puderam retornar ao habitat natural. Mas há ainda, segundo a bióloga, aqueles que vêm por conta própria. “Temos muitas aves, de diversas espécies, tanto entre os papagaios, araras, aves aquáticas, muitas delas que ocupam os lagos não são nem do zoo, são animais de vida livre que procuram como refúgio e se reproduzem aqui”, detalha.

O Zoológico de Curitiba fica na Rua João Miqueletto, s/n, no Alto Boqueirão.