Eventos

Aniversário da Gibiteca terá lançamento coletivo de Histórias em Quadrinhos

Por: Sandro Moser
Aniversário da Gibiteca terá lançamento coletivo de Histórias em Quadrinhos

Pelo terceiro ano consecutivo, a Gibiteca de Curitiba comemora seu aniversário com um evento de lançamento coletivo de histórias em quadrinhos produzidas por artistas locais.

Nesta sexta (19), a comemoração dos 36 anos da casa terá lançamento coletivo de 28 publicações. Para o coordenador da Gibiteca, Fúlvio Pacheco  a produção de quadrinhos local vive “momento de efervescência” por conta da demanda criada pela Bienal de Quadrinhos de Curitiba e de outros grandes eventos.

Leia também 

>>> Jardim Ambiental recebe festival com cerveja, bacon e blues 

Os números descreram, em relação aos anos anteriores – o auge foi em 2016 com 56 lançamentos – mas mesmo assim, o balanço é altamente positivo. “Acho que a situação econômica coopera para um retração, no caso dos Quadrinhos inclusive esse reflexo demora um pouco, pelo longo período que ele leva pra ser feito”, disse Pacheco.“Mas mesmo com a diminuição nem se compara com a quantidade de HQs publicadas antes de 2013”, conclui.

O encontro de quadrinistas também vai servir de assembleia para de para debater o edital de publicação da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) de 2018 e do próximo previsto para janeiro de 2019.  Para Pacheco, quando mais difíceis sejam os momentos sociais, políticos e econômicos, historicamente, a produção de quadrinhos cresce em qualidade quantidade.

”Os quadrinistas na verdade são mito apaixonados pela sua arte. A grande maior parte deles não tem na produção o sustento, faz por paixão mesmo e Quadrinho é uma arte muito difícil de fazer (muito desenho, muito tempo dedicado, elaboração de roteiro, dinheiro para gráfica…), precisa ter muita paixão para fazer acontecer”.

Lançamentos de aniversário Gibiteca 2018:

• 31 dias na vida (a história de um outubro) de Má Matiazi ;
• A noite me que as estrelas sumiram de Natsuki Miura);
• Bienal Publica – 2018 (A5, 50 páginas);
• Caçadores de Histórias organizado por Mylle Silva;
• Calafrio #60 – Daniel Sacks;
• Candyland de Guilherme Caldas;
• Cansei de ser um desenhista sedentário de Ariel Cunha;
• Contos do Hank de Douglas Cruz (HQ kilométrica);
• Cyclone Rider de Tokumasauno;
• Exploding – Amanda de Oliveira Spitzner;
• Eventos semiapocalípticos Gilmar de Yoshi Itcie;
• Fada Banguela (compilação de tirinhas)
• Fanart Book – Guilherme Matches e Lucas Fontoura);
• Guia básico e prático de roteiro para sua próxima HQ de Mylle Silva;
• Heavenborn Warriors de Victor Cappola
• HQ de 1000 faces de M.K. Mori;
• High Fantasy – Amanda de Oliveira Spitzner;
• Io-Roque de Francis Ortolan;
• Mangáutismo de Tokumasauno;
• Mestres do Terror # 69 – Daniel Saks;
• Molie & Bill de Taryel;
• Noir 2018 de Eleonoir Cristina;
• O Gralha, o herói, o pinhão, o louco e a morte;
• Para terra com amor de Haus;
• PICNIC de Paulo Gff;
• Sankofa de Raphaela Corsi;
• SketchBook 2018 de Daniel Kunzle;
• Undeadman – edição especial;