Eventos

Evento com o italiano Domenico De Masi mostra a importância do ócio

Por: Gazeta do Povo
Evento com o italiano Domenico De Masi mostra a importância do ócio

Domenico De Masi, sociólogo italiano e influente pensadores do século XXI, participa, no próximo dia 23, da primeira conferência organizada pelo Phi | Encontros de Conhecimento. Ele falará sobre “Tempo, Trabalho e Ócio na Sociedade Pós-Industrial”, no Teatro Positivo. O evento também marca o lançamento de seu novo livro “Uma Simples Revolução”, editado no Brasil pela Sextante.

A conferência com Domenico De Masi, mundialmente conhecido por sua abordagem do ‘ócio criativo’, deve reunir profissionais das áreas da sociologia, filosofia, gestão de pessoas, coach, cultura e literatura.

O conceito de “ócio criativo” nada mais é do que a crença de que o trabalho, o prazer e o aprendizado podem (e devem) andar lado a lado. O italiano defende o fim da ideologia corporativista com valores datados como “trabalhar é um fardo e uma obrigação apenas.”

De Mais propõe harmonizar a forma como trabalhamos para evitar os procedimentos burocráticos e roubadores de tempo. Ele acredita que essa mudança é natural na sociedade pós-industrial e permite uma vida mais criativa e feliz. Em “Uma Simples Revolução”, o sociólogo transporta o leitor ao ano 2999 para alertar que, apesar da tecnologia, a sociedade permanece fiel a um estilo de vida obsoleto.

Organizador da conferência, o Phi I Encontros de Conhecimento é um projeto cultural do MAC (Marcelo Almeida Cultura). O objetivo do projeto é provocar a reflexão e estimular o olhar curioso a partir do encontro de grandes pensadores com ouvintes inquietos e inteligentes. “Phi é a letra do alfabeto grego que simboliza a Filosofia. Na Matemática representa o conceito da proporção áurea, uma constante numérica que se relaciona com a natureza do crescimento. Para nós, representa o que queremos promover com os nossos encontros: um movimento que gera mudanças a partir da experiência com o conhecimento”, explica Rafael Krebs, coordenador executivo do Phi.

“Decidimos inaugurar o projeto com o tema ‘tempo’ porque este é um dos nossos bens mais preciosos e cada vez mais escassos. Se soubermos gerir nosso tempo, nos tornaremos uma sociedade mais produtiva e criativa”, destaca Krebs.

Biografia

Nascido em Molise, Domenico De Mais cresceu entre as regiões da Campania e Umbria e se dedicou ao estudo e ensino. É formado em Direito pela Universidade de Perugia onde, paralelamente, iniciou o estudo da sociologia. Especializou-se em Sociologia do Trabalho em Paris. No Brasil já participou de inúmeras conferências e recebeu título de cidadão honorário do Rio de Janeiro.

Atualmente é professor de sociologia das profissões no Departamento de Ciências Sociais da Universidade “La Sapienza” de Roma. Foi diretor de revistas e ainda colabora com os principais jornais italianos.

Seu paradigma foi desenvolvido ao estudar a filosofia de pensadores como Alexis de Tocqueville, Carl Marx, Frederick W. Taylor, Daniel Bell, André Gorz, Alain Touraine, Agnes Heller, aprofundando o conteúdo original com base em pesquisas centradas, sobretudo, no universo do trabalho.

“O conceito de ócio criativo bem se reflete no pensamento Zen: quem é mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir uma coisa da outra. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se estão trabalhando ou se divertindo. Ele acha estão sempre fazendo as duas coisas simultaneamente”, afirma.