O Coronavírus não interrompeu a programação do projeto Vale da Música, que costuma ocorrer na Ópera de Arame. Mas, dessa vez, o projeto acontecerá de casa mesmo. O Vale da Música, que recebe normalmente mais de 600 músicos no Palco Flutuante, reformulou o seu formato, respeitando as orientações do Ministério da Saúde e dos governos estadual e municipal, e, com isso, elaborou o projeto Crie em Casa. A ideia é fazer com que músicos e bandas criem material exclusivo para o Vale da Música. Os vídeos serão postados na página do Instagram do Parque das Pedreiras.

E como funciona o projeto?

O músico faz um vídeo dentro de casa, criando solos, composições autorais, covers, brincadeiras com o instrumento, ideias criativas e diferentes. É importante que o vídeo seja gravado em modo vertical do celular e enviado via WeTransfer para o e-mail curadoriavale@futurafonte.com.br, junto com seu nome artístico e um breve histórico do artista. O material é analisado pelo o núcleo curador do projeto e, uma vez aprovado e publicado, o artista é remunerado de acordo com a quantidade de integrantes. O valor por vídeo gira em torno de R$ 100/músico, mas as negociações serão feitas individualmente.

A ideia é postar de 3 a 5 vídeos todos os dias, estimulando mais músicos a participarem!

LEIA TAMBÉM

>>>Frischmann Aisengart oferece vacina de gripe

>>>Quarentena: cinemas e teatros fecham amanhã em Curitiba