Djavan é um dos maiores compositores brasileiros. Parte da identidade cultural de nosso país e autor de clássicos como “Samurai” e “Esquinas”, tem uma das carreiras mais longevas na música, sempre renovando seu estilo, propondo novos repertórios e reinventando suas metáforas. Seu álbum mais recente, Vesúvio, lançado em 2018, foi composto, arranjado e produzido pelo próprio artista, álbum que representa bem essa vontade de criar e de se comunicar com quem escuta, valorizando a potência lírica. É a turnê de Vesúvio que traz Djavan de volta para Curitiba. O Clube Gazeta do Povo elencou cinco motivos para você não perder essa oportunidade. Confira!

1. O repertório mistura músicas recentes com clássicos, e Djavan procura revigorar cada uma com novos arranjos, dando outra vida a uma carreira com mais de 40 anos. Vesúvio se vale muito de uma camada pop, sem perder a elegância e a sutileza características do músico, e essa camada se dilui no show.

2. Valorizando a cenografia, os elementos visuais projetados pela luz em formas geométricas, o espetáculo também impressiona os olhos. A direção cenográfica é do próprio Djavan, o que permite ao público uma experiência completa e inteiramente pensada pelo artista.

3. O show tem um clima de festa, é alegre, viçoso, com raros momentos de introspecção. A dimensão pop se manifesta no próprio cantor, que está solto, com desenvoltura performática plena no auge dos 70 anos.

4. A música Nuvem Negra, composta por Djavan e nunca gravada em nenhum dos álbuns do músico, já foi registrada por Gal Costa em 1993 no disco O sorriso do gato de Alice. Na turnê de Vesúvio, a composição rara volta ao repertório, fazendo do show uma ótima oportunidade para escutá-la na voz original.

5. Um dos momentos mais divertidos no repertório é a canção Orquídea. Djavan tem uma relação profunda e muito pessoal com a natureza, tema que inclusive é constante em suas músicas, e cultiva mais de 800 orquídeas em seu sítio. Orquídea enumera os nomes científicos de algumas dessas plantas em uma sacada genial.

O show do músico na capital paranaense será no Teatro Positivo, no dia 21 de março, às 21h. Para saber mais sobre o show e compra de ingressos, clique aqui.

LEIA TAMBÉM

>>> Ex-Supertramp faz show em Curitiba 

>>> Skank faz show de despedida em Curitiba