Desde que estreou na última sexta-feira (3) o filme Thor:Ragnarok, terceiro filme da Marvel dedicado a franquia do Deus do Trovão, já arrecadou 130 milhões de dólares, o que o coloca como a melhor estreia do ano e um dos favoritos a melhor bilheteria da temporada.

Muito do êxito do filme dos estúdios Marvel e Disney se deve a elogiada direção de arte - e é aí que entra a participação da arquiteta curitibana Daniela Medeiros, 29 anos. Ela assina a função de set designer na equipe coordenada por Dan Hennah, que foi diretor de arte das séries Hobbit e Senhor dos Anéis.

Os cenários foram totalmente baseados nos quadrinhos escritos por Stan Lee e desenhados por Jack Kirby. As cores fortes e as ousadias visuais de Kirby foram mantidas de forma mais autêntica possível para alegria dos apaixonados pela franquia. Segundo Daniela, os fãs de HQs costumam ser implacáveis com descuidos neste ponto.

“Gosto de quadrinhos, mas não diria que sou a maior conhecedora de todos os detalhes. Com certeza esses fãs são os principais espectadores e as equipes cinematográficas fazem o possível para agradá-los.”

Ela disse que se divertiu muito ajudando a criar os cenários do filme “pela complexidade e escala dos sets. “São com certeza oportunidades ótimas para exercitar a criatividade.”

Como o filme está sendo um sucesso estrondoso, Daniela diz que o sentimento de fazer parte de um projeto de tanto êxito é “muito gratificante”. A equipe é extremamente talentosa e tive uma experiência incrível trabalhando com eles.

 “O [diretor de arte] Dan Hennah e o diretor de fotografia Javier Aguirresarobe propuseram um filme visualmente diferente de outros do gênero, o que sempre é arriscado, portanto é maravilhoso ver a aceitação que está tendo.”

Para ela o grande cuidado que uma direção de arte precisa é ser coerente com a história e um suporte para entendê-la, sem distrair o espectador. “Uma direção de arte eficaz transporta o espectador para um universo fictício e precisa ser capaz de mantê-lo lá para que a história funcione.”

Além de Thor, Daniela acaba de concluir trabalhos no próximo filme da serie Homem-Formiga e Godzilla.

Da Trajano Reis aos grandes estúdios

Daniela é formada em Arquitetura e Urbanismo pela PUC-PR e em Design de Moveis na UTFPR. Saiu de Curitiba em 2013. Por aqui ela conta que frequentava lugares como o "Museu do Olho", parques, cinemas e os cafés e bares na Trajano e Vicente Machado.

Ela conta que migrou da rotina de arquiteta para o cinema por influencia do diretor de arte Dante Ferreti (vencedor do Oscar por "A Invenção de Hugo Cabret", de Martin Scorsese, em 2012) e que foi instigada pela diversidade de criação.

“As possibilidades criativas são infinitas. Em um filme posso projetar um apartamento em Paris dos anos 1850 e no outro um laboratório para ficção científica. Cada projeto traz um novo desafio, um quebra-cabeça a ser desvendado, e às vezes utilizo Paisagismo, outras vezes urbanismo e, é claro, muito projeto arquitetônico”.

LEIA MAIS

Novo filme de Thor mostram que este é o tipo de filme que a Marvel deveria fazer

Em segundo filme, Thor vive drmas mais intensos