O filme A Maldição da Casa Winchester, que e estreou neste dia 1.º de março em todos os cinemas do Brasil, promete ser um daqueles filmes de suspense com muito susto, medo e que te faz ficar apavorado ao voltar para casa à noite. Mas a entrega deixa um pouco a desejar, principalmente nos quesitos: medo e susto.

A atuação da ganhadora do Ocar Helen Mirren e de Jason Clarke (que interpreta o médico Eric Price) ajuda a segurar a história dirigida pelos irmãos Michael Spierig e Peter Spierig. Mirren interpreta Sarah Winchester, a viúva do magnata das armas William Wirt Winchester que criou um dos mais potentes rifles do século XIX e que ficou conhecida como a arma que conquistou o Oeste.

Toda a história é baseada na vida da milionária que perdeu o marido muito jovem, vítima de tuberculose. Pouco tempo depois perdeu a única filha. Sarah acreditava que era atormentada por todos os espíritos mortos por cada arma fabricada pela família Winchester. Depois de consultar um médium, ele a orientou a construir uma casa para ela e para os espíritos. Foi então que Sarah, em San José, na Califórnia, começou a construção da mansão (considerada uma das mais mal assombradas do mundo) que morou até a sua morte em 1922 aos 82 anos.

>>> Festival de Curitiba: cinco peças com atores que você certamente conhece

Segundo o médium, a construção nunca deveria acabar, ou então ela morreria. E toda noite, Sarah tinha visões do próximo cômodo a ser construído. Alguns deles eram demolidos logo depois de ficarem prontos. No total, foram construídos mais de 160 quartos com uma arquitetura digamos, no mínimo, inusitada. Algumas portas abrem em paredes, escadas que terminam no telhado e há janelas construídas no chão. A obra durou 38 anos e nunca parou, nem mesmo por uma hora. 

>>> 10 passeios diferentões em Curitiba sem gastar nada

Este é o ponto de partida do filme quando Eric Price é contratado para atestar a sanidade de Sarah Winchester para que ela continue ou não administrando a companhia de armas. O médico então passa alguns dias dentro da mansão. No vai e vem da história, ele tem experiências com o lado sobrenatural e precisa ajudar Sarah a se livrar de um espírito mais maligno do que ela estava acostumada a lidar.

O fim desta história você já pode imaginar. Mas se quer um pouco mais de susto, que tal visitar a casa real, que inspirou o filme? A mansão existe e atualmente está aberta a visitação e em um tour de pouco mais de uma hora que custa 39 dólares e que podem ser reservados pelo site.