Três craques de gerações e campos de atuação diferentes da MPB se unem para falar de música e cultura no terceiro bate-papo do Conversarte. 

Nélson Motta, Gringo Cardia e Guilherme Kastrupp são os convidados do evento que acontece no dia 6 de agosto, às 20h, no shopping Pátio Batel, com a mediação da jornalista da Gazeta do Povo Bruna Covacci.

O evento em cinco etapas (uma a cada mês) é produzido pela Montenegro Produções e tem apoio da Gazeta do Povo. 

O Conversarte II é um encontro sobre arte, empreendedorismo, economia e conexões criativas.

Ingressos e desconto

O passaporte individual com direito à entrada nos cinco debates (um por mês) custa R$ 156. A entrada unitária custa R$ 56. Assinantes do Clube da Gazeta do Povo têm desconto de 50 % na compra dos ingressos. Os ingressos estão à venda pelo Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br). 

Mais dois encontros vão acontecer, um em setembro com o ator e diretor Miguel Fallabella e o diretor teatral Eduardo Moreira e outro. O outro, fechando o ciclo, em outubro com os estilistas Fause Haten e Alexandre Hercovitch.

Três gerações da MPB

Os novos meios de produzir e consumir música, a economia criativa e a internet dominando o setor musical serão alguns temas à mesa de debate.

O mercado de shows e festivais enquanto parcela econômica relevante neste cenário também fará parte da discussão.

Diante de um panorama amplo de temas, cada um dos convidados representa gerações diferentes de artistas que transformaram a música brasileira.

O mais célebre é, sem duvida, Nélson Motta. Produtor, compositor, jornalista, escritor, apresentador e empresário, Nélson foi ponta de lança em todos os movimentos de vanguarda da música no Brasil nos últimos 50 anos: da Bossa Nova à Discoteca, do Rock Brasileiro à nova MPB.

Em seu programa Em Casa com Nélson Motta, atualmente com temporada no ar no canal Globo News, o artista abre sua casa e passa em revista suas memórias na área cultural. Motta brinca que com o passar dos anos se tornou “ator de documentários” em razão das inúmeras participações em filmes sobre música e cultura pop brasileira.

Ao seu lado estará Gringo Cardia, um arquiteto de formação que se transformou no principal cenógrafo do país. Cardia produziu cenários de shows, videoclipes e capas de disco para nomes como Tom Jobim, Rita Lee e Marisa Monte, entre outros e ajudou a criar uma estética da MPB.

“É um prazer e alegria encontrar um querido amigo por quem tenho grande admiração e tive e privilégio de trabalhar junto várias vezes”, disse Motta.

O gaúcho Cardia é criado em Curitiba e deve contar como este período em sua formação foi importante.

Este encontro terá um terceiro convidado, o músico e produtor Guilherme Kastrup que já trabalhou com muitos artistas, mas fincou seu nome na nata da MPB ao produzir os últimos dois álbuns de Elza Soares. Kastrupp, que está prestes a lançar um trabalho autoral em outubro, representa a música contemporânea produzida no país da qual Motta se diz fã.

“Gosto imensamente do Tim Bernardes e O Terno, da Iza, da Ludmila, sou grande fã da Anitta desde o inicio, levou a favela para o mundo”, diz.

O evento também abriga, entre os dias 22 de julho e 11 de agosto, uma exposição do fotógrafo Maringas Maciel. A mostra apresenta o trabalho do artista relacionado à música, pois antes de se tornar fotógrafo, Maciel trabalhou por 25 anos como produtor e técnico em shows de artistas como Cazuza, Marisa Monte e Blindagem.

A segunda edição do Conversarte é uma parceria da Montenegro Produções Culturais com o Hospital Erasto Gaertner, que passará a ser beneficiado com a receita de venda dos ingressos, além de receber em suas instalações oficinas artísticas envolvendo pacientes, familiares e colaboradores do hospital.