Se na vida vale o ditado que diz que tamanho é documento, quando o assunto é brigadeiro, quanto maior, melhor. Pelo menos é assim que pensa a confeiteira curitibana Camila Esteves Domingues, de 24 anos. Proprietária de uma charmosa doceria no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, a empresária resolveu inovar a receita do carro-chefe da casa que, por feliz coincidência, é também uma das sobremesas prediletas do brasileiro. Com nada menos que um quilo, a nova sensação da casa ­ o “brigadeiro gigante” – já ultrapassou as fronteiras do Sítio Cercado sendo, hoje, um dos pedidos mais requisitados pela clientela entusiasta do estilo “sem miséria” de viver.

A ideia surgiu há alguns meses quando, atendendo a pedidos, a Camila resolveu acrescentar alguns bons tantos de massa à receita original do brigadeiro da casa. “Os clientes já conheciam o brigadeiro padrão e começaram uma campanha para que eu aumentasse um pouco o tamanho original”, afirma. Mal imaginava a fiel clientela, porém, que a ideia resultaria num verdadeiro “monstro” e que, daria tão certo, que logo mais um dos itens favoritos do cardápio da loja também entraria para a onda do “tamanho família”.

>>> 7 sushis com 20% de desconto para você convidar alguém para o jantar

“A primeira receita que ‘agigantei’ foi a do brigadeiro belga, que deu super certo. Aí resolvi incluir o ‘surpresa de uva’ no mesmo esquema, já que o brigadeiro que leva o mesmo nome é nosso recordista de vendas aqui na loja”, revela. O nome vem bem a calhar já que a receita leva nada menos que 25 uvas deliciosamente “cavocáveis” enquanto se saboreia a sobremesa.

>>> O que tem para comer e beber no maior bar de rock da América Latina em Curitiba

Macios e saborosos na medida certa, os brigadeiros gigantes são ideais para dividir, comendo de colher e sem frescura. Para quem deseja experimentar, são duas opções: de 500g ou 1kg, saindo a R$35 e R$ 65 a unidade, respectivamente. As receitas, que logo de cara já “bombaram” na doceria física, localizada na Rua Celeste Tortato Gabardo, rapidamente conquistaram Curitiba por meio do serviço de entrega, disponível para todas as regiões da cidade.

“Fazemos entregas mediante encomenda e, por conta do sucesso dos doces, percebemos um aumento na movimentação aqui mesmo, no Sítio Cercado, de pessoas vindas de todos os cantos de Curitiba atrás dos nossos quitutes”, comemora Camila. Quando perguntamos a opinião da empresária a respeito da possibilidade do bairro virar pólo confeiteiro graças às delícias de sua loja, a resposta foi certeira. “Vamos botar o ‘Sítio Louco’ no mapa gourmet”, disse entre risos.