França, 1770. Marianne, uma pintora, é contratada para fazer o retrato de casamento de Héloïse, jovem recém-saída do convento. Héloïse é uma relutante candidata a noiva e Marianne deve pintá-la sem que ela saiba. A artista a observa durante o dia e dedica-se ao quadro em segredo. Prêmio de melhor roteiro e vencedor da Palma Queer, para filmes de temática LGBT, no Festival de Cannes 2019.