Trabalhando na Universidade de Havana, o professor (Rodrigo Santoro) de literatura russa é obrigado a trabalhar como tradutor para crianças vítimas do desastre nuclear de Chernobyl quando elas são enviadas até Cuba para tratamento médico.