No dia de abertura, o Festival de Curitiba ocupa o palco do Teatro Guaíra com a cerimônia de início da programação. O horário está sujeito a alteração, mas a previsão é de que o evento comece às 19h. A cerimônia é aberta apenas a convidados, bem como a apresentação teatral que acontece logo em seguida.

O espetáculo Aquele que Cai (Celui qui Tombe) marca o início da programação. Dirigida por Yoann Bourgeois, a montagem coloca seis bailarinos sobre uma plataforma de madeira, com uma performance em que eles tentam evitar a própria queda. No dia seguinte, o espetáculo tem apresentação aberta ao público em geral

Confira abaixo a programação do dia 26

Mostra principal

Às 19h no Teatro Guaíra
Cerimônia de abertura do Festival de Curitiba e espetáculo Aquele que Cai (Celui qui Tombe), com Julien Cramillet, Kerem Gelebek, Jean-Yves Phuong, Sarah Silverblatt-Buser, Marie Vaudin e Francesca Ziviani, direção de Yoann Bourgeois
Uma plataforma de madeira de seis metros por seis metros, suspensa dois metros, que desce, sobe, balança, balança, gira em torno do seu eixo principal. Seis artistas devem permanecer nela em pé. Ao invés de iniciar o movimento, cada um deles reage a ele. Yoann Bourgeois cria cada um de seus shows como um jogo para experimentar novos princípios físicos. Aqui, os “jogadores” trabalham contra forças centrífugas e centrípetas, tentando manter o equilíbrio, evitando ser o que cai (Celui qui tombe). Um espetáculo fascinante e esclarecedor, ágil, arrojado e com grande força poética.
Classificação indicativa: Livre
Aberto apenas para convidados

Interlocuções


Das 14h às 20h30 na Galeria Ponto de Fuga
Exposição Rastro — Não Sei Por Onde ir mas o Meu Corpo Sabe
A exposição com curadoria de Margit Leisner e Erica Storer é construída com base em registros de performances. Fotografias, vídeos, textos, publicações e relíquias que formalizam a ação de onde surge a imagem. Mais do que apresentar registros para um recorte temporal ou histórico da performance arte, o que se pretende é apresentar imagens do corpo no contexto da ação. Em que medida é possível uma equivalência: entre uma performance realizada e a imagem propagada para além daquele instante? Fotógrafos, artistas, críticos de artes e o público são todos protagonistas das narrativas que servem de referência para uma história da performance. A exposição oferece pistas e possibilidades de enquadramento da live art para além do tempo presente.

Classificação indicativa: Livre
Preço: Gratuito

Confira a programação do festival nos dias 27, 28, 29, 30, 31, , 2, 3, 4, 5, 6 e 7


Como usar o desconto do clube

Desconto de 50% disponível para sócios do Clube Gazeta do Povo.

Válido para compra de 2 ingressos em peças da mostra principal e do Fringe. Não válido para as demais mostras.

Desconto concedido mediante apresentação do cartão do Clube Gazeta do Povo ou cartão virtual via aplicativo (saiba mais) acompanhado de documento de identificação oficial com foto. A apresentação do cartão e do documento é obrigatória.

Não cumulativo com outros descontos e promoções.

Preços

Varia de acordo com a atração